Qual é O Mínimo Para Viver?

Fala Khalasar! Beleza?

Assisti há alguns dias o filme original Netflix “O Mínimo Para Viver” e devo dizer que o filme me agradou muito. Mais do que isso, me fez enxergar ainda mais, como nós podemos menosprezar os problemas (os nossos e os dos outros).

Apesar de ser focado em temas específicos, a mensagem trazida e apresentada pode ser aproveitada para quaisquer outros temas. Acompanhamos Ellen (Lily Collins), uma jovem anoréxica que luta a toda custa para aceitar o seu problema e com isso não percebe o quanto ela está fazendo mal para si mesmo e para todos a sua volta.

Devo confessar que duas coisas me fizeram muito assistir ao filme: Keanu Reeves (sou fã de carteirinha do cara) e o trailer (muito bem montado). E para minha alegria, nenhum dos dois me decepcionaram.

Reeves não está em sua melhor performance, mas é bom o suficiente para transmitir o que seu personagem precisa: um profissional realmente humano. Já o trailer é genial, pois nos apresenta cenas fortes que funcionam isoladamente e também dentro do contexto do filme.

Muitas questões são abordadas e com certeza fazem o telespectador se indagar, mas o que mais me agradou foi como os envolvidos no projeto conseguiram focar nos problemas do tema escolhido ao mesmo tempo que conseguem passar uma mensagem geral, para qualquer problema: você é responsável por si mesmo e a cura do(s) problema(s) está em você em primeiro lugar!

Eu fiz uma live para falar mais a fundo sobre minhas impressões do filme, então basta conferir o vídeo abaixo:

Isto fica feliz em ser útil!

Nerd: Carlos AVE César

EXAGERADO! Jogado aos seu pés, eu sou MESMO EXAGERADO! Filho único, egoísta, mimado e mal-humorado. Produtor de Eventos, Engenheiro de QA e butequeiro! Buscando CONHECIMENTO, com cachorro-quente e guaraná. Também sou a personificação da Vingança! Twitter: @ONovoNerd Facebook: http://www.facebook.com/carloscesarcarvalho

Share This Post On